A melhor forma de expor roupas em lojas

Em diversos ramos da indústria, principalmente em lojas, a vitrine é um atrativo muito recomendado para os clientes, entregam logo de cara o estilo da loja, o que o consumidor encontrará e, em alguns casos, dão exemplos de combinações que podem despertar o cliente.

Expor roupas em manequim é essencial para qualquer loja de vestuário, mas é preciso atenção e cuidado na hora de escolher o tipo de manequim e também o modelo de roupa que irá exibir.

É imprescindível que se entenda de forma adequada qual o público-alvo do local e o que eles procuram. Este artigo foi criado com a intenção de informar sobre como expor roupas de forma adequada em lojas.

Manequim: apresentando a loja pela vitrine

É essencial que na hora de escolher o manequim e o “look” que ele utilizará a loja tenha em mente que aquela será uma apresentação de todo o ambiente presente no estabelecimento e, muitas vezes, os clientes compram as peças na combinação que são apresentadas pelo manequim.

Sendo assim é imprescindível realizar uma combinação de cores e peças que seja atraente ao seu público alvo. Vamos ver a melhor forma de expor roupas por cada tipo de manequim.

Manequim feminino

O material mais recomendado nesse caso é o manequim feminino plastico, por ser de alta maleabilidade e muitas vezes contar com partes que se pode mover de forma a criar um ornamento melhor com certas roupas.

Atualmente, no mercado é possível encontrar esses manequins de vários formatos, representando maior peso, mais altura e etc.

Ainda é possível encontrar empresas que fabricam sob medida e com características específicas que, dependendo do público-alvo da loja, pode ser uma ótima forma de atrair visualmente.

Manequim masculino

Da mesma forma do tópico anterior, o material mais utilizado e apropriado para esse equipamento é o manequim masculino de plastico.

Por conta do público-alvo desse tipo de manequim ser o masculino e que, geralmente, é pouco atraído visualmente, é viável usar certos truques para garantir uma maior atração visual.

Esses truques são os mais variados, como por exemplo usar pranchas como complemento, ter manequins mais corpulentos e/ou bronzeados para remeter a um corpo mais esbelto.

Manequim infantil

Seguindo os padrões anteriores, neste caso também é recomendado o uso de manequim infantil plastico. E nesse tipo de público existe algo que vale muito destacar, que é importante sim investir no encanto visual da criança, com cores e aspectos divertidos, mas não se pode esquecer de que o público mesmo são os responsáveis que acabam escolhendo os produtos.

Muitas lojas, atualmente, optam por ter artigos infantis que remetem, por exemplo, a séries adultas, muitas vezes até modificando o(s) personagem(s) presentes na estamparia para poder agradar tanto a criança quanto os adultos.

Um outro ponto que vale ressaltar é a escolha de tamanho do manequim, é preciso ter uma clara ideia da idade das crianças que deseja atingir para escolher um manequim infantil que seja apropriado para a idade do público da loja.

Usando de forma estratégica

Da mesma forma que existe a diferença entre os biótipos de manequins, existem mais detalhes que devem ser usados de forma estratégica. Como exemplo podemos citar o uso de bonecos com rostos realistas e os com cabelos e acessórios.

Os realistas contam com detalhes no rosto e no corpo que transparecem um cuidado a mais com a beleza da pessoa que se destaca com as peças de roupas que o manequim utiliza, é mais recomendado para manequim feminino, pois traz consigo um cuidado a mais com a aparência que, comumente, é mais atrativo para as mulheres.

Os manequins de cabelos e acessórios são opções mais voltada para o público masculino, pois podem conter barba e pelos corporais que, geralmente, são mais propícios para que o vestuário ali presente combine com homens.

Esse tipo de manequim masculino pode conter acessórios que combinem com o vestuário como relógios, óculos, pulseiras e etc.

Outra forma de usar de forma inteligente esses produtos é projetar uma “história” utilizando o que se tem a disposição, por exemplo:

  • Usar o fundo para criar um cenário;

  • Usar roupas que remetam ao ambiente;

  • Posicionar de forma despojada os manequins;

  • Usar produtos complementares (bolas, pranchas e etc).

O que manda neste quesito é a criatividade para chamar a atenção do cliente, mas vale ressaltar que é preciso casar o cenário com o objetivo e demanda da loja.