Equipamentos para a logística da sua empresa

Ao abordar a logística, comumente a viabilidade de entregas é ressaltada, porém, é de grande importância que os empreendedores tenham consciência que processos como o planejamento, armazenamento e controle adequados também são decisivos.

Por essa razão, garantir a operação logística adequada pode fazer toda a diferença, tanto para o empreendedor quanto para cada cliente. Isso se deve ao fato de que permite que as demandas sejam atendidas de forma ágil.

Entre as questões que devem ser analisadas, estão:

  • Investimentos;
  • Armazenagem;
  • Transporte;
  • Coordenação.

Nesse cenário, comprar empilhadeira ou até mesmo paleteira elétrica pode ser interessante para aprimorar os processos de movimentação e controle de estoque.

As paleteiras são ideais para cargas menores, enquanto as empilhadeiras se diferenciam por atender quantidades e pesos superiores.

Há grande diversidade ao se tratar desses equipamentos, por exemplo, a empilhadeira semi elétrica possui tração que exige esforço físico, mas a elevação da torre é realizada por meio do acionamento elétrico. Além disso, é uma alternativa ideal para carga e descarga de caminhões.

É necessário ter cautela com os equipamentos empregados para evitar custos extras na substituição ou reparos precoces de acessórios para empilhadeiras.

Entre algumas medidas que podem ser adotadas, se pode citar inspeções frequentes por meio de manutenções preventivas, além de garantir que a superfície esteja sem obstáculos e nivelada.

Como o elevador de carga contribui com a logística?

A procura por elevador de carga preço é muito comum ao se tratar de questões relacionadas com a logística. Isso se deve ao fato de que é um equipamento que viabiliza a movimentação de mercadorias em geral. Dessa forma, esse elevador é visado pelos mais variados setores que buscam maior praticidade para o transporte.

O tipo de elevador de carga a ser instalado varia muito de acordo com os objetivos e o investimento da empresa, podendo atender tanto áreas internas quanto externas.

A capacidade também pode variar de quilos a toneladas, nesse caso, é preciso que ocorra uma análise do local para averiguar a viabilidade do projeto almejado.

Ainda mais, é interessante ter cautela para que esse equipamento não seja confundido com o elevador monta carga, pois embora atendam a mesma proposta, o de carga apresenta recursos mais avançados em relação à capacidade, inclusive para o transporte de cargas e passageiros. Já os elevadores monta carga são ideais para empresas que atuam com pequenas cargas.

Características como forma de acionamento, material de acabamento e número de paradas de pavimentos devem ser alinhadas com as empresas responsáveis pelo projeto, que deve atender às normas vigentes da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

A importância da organização

A ausência de organização pode causar graves problemas na logística, principalmente com o controle de cargas.

Inicialmente, é importante definir um sistema prático e de fato funcional para organizar as informações a respeito de mercadorias, transporte, parceiros, entre outros aspectos relevantes.

Para auxiliar nessa questão, é possível recorrer ao uso de softwares para integrar os dados, que permitem também maior agilidade e segurança para os gestores.

O software deve ser selecionado com cuidado, essencialmente ao analisar o fornecedor, recursos e necessidade de atualização.

Dessa maneira, é possível observar os pontos principais da operação e quais ajustes devem ser realizados.

Até mesmo após a implantação de ajustes, é preciso monitorar constantemente os resultados, uma vez que o investimento em melhorias deve ser constante.

A estrutura deve ser planejada estrategicamente em prol do armazenamento, detecção de cada área e transporte.

Por exemplo, com a estante de bateria, é possível aproveitar ainda mais o ambiente, pois permite o acondicionamento de bancos de baterias que são externas aos equipamentos, que é o caso de opções como luzes de emergência e sistemas contra incêndio.

Dependendo da forma de atuação da empresa, pode ser favorável estabelecer o galpão ou armazém relativamente próximo da área da produção. Com uma comunicação interna eficaz, grandes prejuízos e atrasos podem ser evitados.

Naturalmente, há outros modelos estruturais que podem ser adotados, como o centro de distribuição próximo aos clientes ou até mesmo armazéns compartilhados.

Sendo assim, o gerenciamento de forma geral deve ser realizado de forma cautelosa para evitar transtornos. Afinal, conforme se pode observar, tem um grande impacto para a empresa e com os processos certos, é possível alcançar um fluxo mais produtivo.