Alugar ou comprar uma casa?

Sair da casa dos pais ou mudar de residência são situações que evocam uma pergunta: é melhor alugar ou comprar um imóvel? A resposta depende de inúmeros fatores, por exemplo:

  • A situação financeira;
  • Os planos para o futuro próximo;
  • As prioridades de investimento do dinheiro;
  • O tipo de vida que se deseja viver.

Podemos dizer que pessoas que buscam estabilidade, possuem uma situação financeira confortável e uma boa reserva financeira, geralmente optam por comprar um imóvel próprio.

Enquanto pessoas que estão no início da carreira, ainda não tem um salário robusto ou não querem assumir compromissos financeiros duradouros preferem alugar uma casa ou apartamento.

Os fatores financeiros são importantes, mas essa decisão também é impactada por dimensões subjetivas e emocionais: qual é o estilo de vida que deseja ter: você curte um estilo nômade, precisando só da internet para trabalhar, ou prefere ir ao escritório e deseja construir uma família em breve? 

Pois bem, antes de começar a pesquisar como financiar um imóvel, veja alguns fatores importantes que devem ser considerados!

1 – Condições financeiras

Por se tratar de compromissos financeiros duradouros, as condições financeiras costumam ser as primeiras a serem consideradas para quem está com essa dúvida. 

Além das fontes de renda, é preciso analisar quais são os gastos fixos, quais são os contingenciais e como está a reserva de emergência. Também é preciso considerar como está o momento profissional e familiar. 

O foco é aumentar o número de integrantes da família? Se sim, isso envolve gastos consideráveis, o que pode dificultar a quitação  de um imóvel. 

Ademais, se você está em um momento profissional turbulento, com vontade de inovar e tomar novos rumos, entrar em um financiamento imobiliário pode não ser a melhor opção.

2 – Estilo de vida

Outro fator relevante é se perguntar: qual é o estilo de vida que você deseja construir? Para quem gosta de ter bastante liberdade e praticidade, alugar pode ser a opção mais adequada, já que você não vai precisar permanecer no lugar para cuidar e manter a casa. 

Quem compra pode dispor o imóvel para alugar se quiser mudar de cidade ou mesmo de casa, tendo assim uma fonte de renda adicional.

Se você não tem certeza sobre o tipo de casa que deseja morar e quer experimentar, ou tem planos de morar em outro país, ou cidade, vale a pena alugar: assim você saberá como é viver naquele lugar e não precisará investir tanto dinheiro como ocorre na compra de imóveis. 

Outra vantagem é que, ao alugar, a manutenção do imóvel fica por conta do proprietário. Por outro lado, se você deseja morar em uma determinada cidade e bairro, e quer morar boa parte da vida ali, vale considerar a compra. 

Do ponto de vista financeiro, é bom comparar o que você gastaria com aluguel mensalmente e com o financiamento: se forem próximas, talvez valha a pena comprar.

3 – Custos

No que se refere às desvantagens, o financiamento requer paciência e disciplina, além de taxas de juros (além de seguros e outras taxas) que encarecem o preço final do imóvel. 

Uma das mais importantes para observar é o Custo Efetivo Total (CET), que indica qual será o custo total do financiamento, envolvendo todos os tributos, taxas e encargos.

É preciso avaliar bem todas as taxas envolvidas no financiamento oferecido por cada instituição bancária, bem como as penalidades envolvidas se houver atraso do pagamento da mensalidade. 

Além disso, é importante lembrar que o financiamento requer uma entrada (que costuma ser em torno de 20% do preço total do imóvel). Não seria ideal gastar toda a reserva financeira para pagar a entrada, por exemplo.

A decisão de alugar ou comprar uma casa é muito complexa e envolve diferentes fatores. Se você vive com outras pessoas, é interessante conversar com todas para checar o que faz mais sentido para o grupo.