E-commerce em 2021: o que vai bombar?

mulher comprando em um ecommerce

O varejo online é um segmento que já vinha crescendo e, com as restrições das lojas físicas. E é nítido que se expandiu cada vez mais no último ano. 

Essa é uma tendência que chegou para ficar. Com isso, os e-commerces buscam aprimorar suas plataformas para oferecer a melhor experiência possível para o usuário.

Existem novas tecnologias e serviços que estão sendo adotados por diversas lojas. Para acompanhar a concorrência, é necessário investir nessas atualizações e ficar de olho nos avanços tecnológicos para a sua loja.

Listamos 3 das principais tendências para o e-commerce em 2021. Confira!

Principais tendências para o e-commerce 

1.Diversificação de pagamentos

Oferecer métodos de pagamentos variados na sua loja virtual é uma forma de atender uma maior gama de clientes e disponibilizar a melhor opção para cada um naquele momento. 

Normalmente, os e-commerces já tem como forma de pagamento o cartão de crédito e o boleto bancário. Esses métodos não devem ser deixados de lado, visto que para muitas pessoas ainda são o principal meio de pagar suas compras. 

Porém, imagine que um cliente não tem limite no cartão para finalizar sua compra: se ele tiver a opção de usar mais de um cartão, ou pagar uma parte no boleto, seu problema seria resolvido de forma satisfatória.

Sendo assim, vale a pena melhorar o sistema de pagamentos da loja. Além disso, também existem outros clientes que preferem opções mais modernas e diversificadas, como os pagamentos digitais e o PIX.

O PIX chegou em 2020 e revolucionou os pagamentos, trazendo agilidade para a loja e para o cliente. A partir de uma rápida confirmação de compra e consequente redução de custos operacionais. 

Também é possível instalar processadores de pagamentos que integram ainda outras opções como os bitcoins e as moedas digitais.

2.Chatbot

Em um e-commerce muitas vezes os clientes precisam do atendimento para tirar dúvidas sobre algum produto, método de pagamento, entrega ou até mesmo fazer alguma reclamação.

É aí que entram os chatbots, os robôs do atendimento online.

Em lojas virtuais muito grandes, com um tráfego alto de clientes, muitas vezes os usuários acabariam entrando em filas de espera virtuais, caso todos os atendentes humanos já estivessem ocupados. O que pode gerar uma frustração para o cliente. 

Porém, com os chatbots, o cliente não fica sem resposta. Os robôs respondem de forma instantânea, a qualquer momento do dia, o que aprimora a experiência do usuário. 

Os chatbots conseguem resolver sozinhos diversas solicitações dos clientes, desde dúvidas a questões operacionais. É possível identificar quais os problemas que são mais corriqueiros e programar os robôs para lidar com eles. 

No caso de questões mais complexas, o cliente pode ser encaminhado para o atendimento humano. Dessa forma, o chatbot representa uma forma de otimizar o trabalho do time de atendimento. Em outras palavras, o chatbots permite que a equipe consiga focar seus esforços em casos que exigem mais atenção.

É por isso que investir em um chatbot é um modo de melhorar a organização das demandas da equipe de atendimento. Que para o empreendedor representa uma redução de custos, além de tornar a experiência do cliente mais agradável e sem esperas.

Inclusive com uma linguagem cada vez mais humana, desenvolvida a partir de tecnologias como o Machine Learning e o Natural Language Processing.

3. Clubes de assinatura

Os clubes de assinatura têm se tornado um sucesso. Os assinantes fazem um pagamento recorrente, que pode ser mensal, semestral ou anual. 

Os pacotes semestrais e anuais costumam apresentar descontos no valor. Hoje em dia, os clubes de assinatura estão presentes em diversos segmentos.

Esse formato atrai clientes que buscam comodidade e praticidade, como, por exemplo, em relação a produtos básicos como alimentos, itens de higiene ou até ração para os pets.

Assinar um serviço desse tipo garante o recebimento dos produtos necessários mensalmente. E o melhor é que pelo tempo desejado, evitando que seja preciso fazer uma compra diferente todo mês.

Também existem assinaturas para outros tipos de produtos, como livros, vinhos, cosméticos e itens de papelaria. Neste caso, o maior atrativo está em sempre receber novidades e experimentar marcas diferentes.

Em muitos casos, os produtos são selecionados com base no perfil do cliente. 

Uma das grandes vantagens desses clubes é também que o valor da assinatura se mostra mais em conta. Isso, se considerarmos a soma do preço individual de cada produto recebido.

Esse tipo de iniciativa representa uma economia para o cliente.

Seja pela diversificação de pagamentos, chatbots ou pelos clubes de assinatura, é importante frisar a experiência do consumidor ao realizar uma compra.