3 passos para você iniciar a inovação no segmento de seguros.

Com o avanço da tecnologia, há uma necessidade de atualização constante no modo como as empresas trabalham e quase nenhum segmento fica por fora, tendo então a necessidade de deixar o tradicional e abrir espaço para o novo, e claro que no setor de seguros não é diferente.

Dessa forma, há uma exigência quase que involuntária de investimento em inovação nesse segmento, tendo em vista que não é só o mercado que demanda essas atualizações, mas também o próprio cliente.  

Essa evolução vem para facilitar inúmeros processos, desde a parte interna e corporativa da própria empresa, como a elaboração de programas de seguros e benefícios para o setor de RH, até na relação e desenvolvimento de produtos personalizados para o cliente, que vem se tornando cada vez mais exigente. 

Com a preocupação em poder ajudar a sua empresa a iniciar o investimento em inovação no segmento de seguros,empresas de Consultoria em Seguros é ótimas para sugestões do mundo digital que podem ser aplicadas o quanto antes.

1. Tenha uma base de dados sempre atualizada.

A base de dados ajuda a fornecer informações atualizadas, precisas e confiáveis de acordo com a demanda necessária. No caso do setor de seguros, essa plataforma ajuda a ter um material informativo básico sobre o cliente ou contratante.

Exemplificando: no seguro automotivo, a base de dados tem ligação com as características do veículo, como modelo, marca e até antecedentes de roubos e colisões. Já referente ao motorista, há dados como o endereço, idade e até tempo de habilitação.

Dessa forma, fica mais simples de oferecer o produto que vende para o cliente, se tornando uma oferta personalizada.

Saiba como criar uma base de dados:

Inicie atualizando os dados de seus clientes.

Como eles já fecharam o seguro com a sua empresa, então ter as informações deles sempre atualizadas, ajudam na hora de renovar a apólice.

Tenha uma estratégia de marketing de conversão dentro de suas plataformas digitais: e-mail marketing e anúncios nas redes sociais facilitam na coleta de dados de um futuro cliente, então sempre ofereça um link para o usuário poder fazer uma espécie cadastro, para posteriormente sua equipe coletar essas informações e oferecer o seu serviço a eles

Software para gestão empresarial: busque um software que mais se adeque ao modelo de trabalho da sua empresa. Ele pode ser tanto individual quanto em grupo, lembrando que as informações contidas ali, deverá sempre estar em sigilo, algo semelhante a uma intranet, evitando assim vazamento de dados.

E por último, organize esses dados de uma maneira que facilite para a sua equipe buscá-los. Como existem clientes têm uma mesma necessidade ou até diferente, segmente a sua base de dados. Ou seja, classifique e segmente os perfis de acordo com a sua estratégia de conversão.  

2. Crie um programa digital para acelerar startups

Atrelado ao avanço da tecnologia, o alcance de informações vem se popularizando cada vez mais, dando espaço a democratização da internet, refletindo então, na ascensão do empreendedorismo e até no surgimento das famosas “empresas emergentes” ou mais conhecidas como: “startups”.  

Esse modelo de negócio tem como objetivo ser inovador, crescendo rapidamente, gerando lucros cada vez maiores, porém com os custos de manutenção cada vez mais baixos.

No entanto, há um outro cenário que é necessário reconhecê-lo: a adaptação das empresas no novo contexto corporativo. 

Dessa forma, nada mais honesto do que uma parceria entre ambas, compreendendo assim que juntas, há uma probabilidade maior de crescimento, e o principal: o desenvolvimento de soluções inovadoras, e esse modelo de programa pode estar vinculado ao de aceleração de startups.
 

Como funciona uma Consultoria Digital de qualidade?

Iniciativas digitais para um resultado de Alta Performance.  

é importante um programa de geração de valor para startups que já tem um produto validado e receita recorrente com potencial de crescimento. A iniciativa da empresa deve ser em buscar e acompanhar empreendedores com a oportunidade de negócios com a consultoria, seus parceiros e clientes.

Desde seu lançamento, o programa deve acelerar startups de diversos, dando espaço a novas empresas com ideias e soluções inovadoras, amplificando assim a excelência do atendimento tanto para os seus clientes quanto para a sua própria equipe.

 

Uma vez por ano a Consultoria Digital abre inscrições para as Startups se inscreverem no programa de aceleração, os setores mais buscados são

  • Health Techs
  • Insurtechs
  • Fintech
  • Analytics
  • Artificial Intelligence
  • Geração de Leads
  • Soluções em PDV
  • HR Techs
  • LogTech

Fique atento nos benefícios que o “Movimento das Insurtechs” podem te oferecer.   

O significado literal da palavra “Insurtchs” já diz muito sobre esse modelo de negócio:  Insurance (seguro) e Technology (tecnologia). Dessa forma, o conceito pode ser atribuído a distribuição e administração do negócio de seguros, facilitando assim as relações entre a corretora, seguradora e cliente. 

Esse movimento tem ligação direta com as startups que atuam nesse segmento, então não deixe de tê-las como suas aliadas.  

Ótimos exemplos, são os aplicativos para smartphones, ferramentas de processamento de sinistros, manuseio de políticas online e processamento automatizado.

Além de estarem muito alinhados com a famosa Transformação Digital, que na prática nada mais é do que o Big Data, Inteligência Artificial (IA) e a Internet das Coisas (IoT). Ou seja, mais uma ferramenta para você apresentar uma solução ainda mais exclusiva e com excelência em atendimento para o seu cliente.

3. Invista em Marketing Digital.

Atualmente o Marketing Digital está totalmente relacionado com a conversão de mailing e clientes por exemplo, sem contar que falando em custo e benefício é o programa de publicidade mais em conta no mercado.

Ter um setor de marketing especializado no setor de seguros dentro da sua empresa, te trará não apenas resultados, mas também uma visão mais ampla dos gargalos de conversão.

Use das redes sociais para atrair um público fiel: estar em redes sociais como Instagram e LinkedIn, pode mostrar para o usuário os valores e propósitos da sua empresa, criando assim um laço de fidelidade e confiança. 

Mas lembre-se, NÃO replique conteúdos iguais nas redes sociais. Cada uma tem um objetivo, então quando alguém entra no Instagram por exemplo, está à procura de algo leve, para se distrair, então deixe os conteúdos densos para o LinkedIn.

Atualize sempre os seus conteúdos: E-mail marketing, E-book e blog, precisam sempre estar atualizados de acordo com os acontecimentos decorrentes, se há um atraso considerável na elaboração desses conteúdos, o valor da sua marca para o cliente pode cair, então atente-se.

Sem contar que esses materiais podem ser usados como “moeda de troca” para conseguir mais contatos para você atualizar sua base de dados e até conseguir mais clientes futuramente.

Tenha um marketing digital aliado com as expectativas que sua equipe quer apresentar para os clientes:  Esse fator pode ajudar na negociação entre o setor comercial e o cliente, por exemplo.

Então saiba sempre quais são as necessidades que sua equipe demanda do setor de marketing, para assim estarem alinhados com as expectativas de todos os setores da empresa. 

Esse conteúdo foi criado e escrito pela equipe da Alper Seguros, especialista em Consultoria em Seguros e exemplo no mercado, com a melhor referência na segmentação supracitada.