Como atrair clientes para minha loja virtual com cadastro otimizado de produtos

Não existe nada mais poderoso na internet do que um conteúdo relevante e bem apresentado, algo que instigue e prenda a atenção do seu público. Isso vale tanto para conteúdos de entretenimento quanto para os produtos que estão no catálogo da sua loja virtual.

Sim, a concorrência é grande e os marketplaces estão aí, mas isso não deve te desanimar, pois justamente aí reside uma boa oportunidade.

Quando se usa o sistema de terceiros, como expor produtos em marketplaces, ficamos limitados ao que a ferramenta oferece, para quem tem site próprio os limites se ampliam, dependendo da plataforma da sua loja virtual, então é justamente este potencial que você pode explorar.

Focar em uma boa apresentação da página de detalhes do seu produto, pode te trazer mais acessos e vendas para sua loja online.

Mesmo entre aqueles que tem sua própria loja virtual, é muito comum ver a página do produto ser negligenciada, isso ocorre porque muitas vezes o cadastro é visto como algo trivial e por isso o proprietário não investe muito tempo para criar o que chamamos de uma “página de produto vendedora”. Cometer este erro pode ser determinante para entrar nas estatísticas de insucessos do e-commerce.

Benefícios importantes de otimizar seu cadastro de produto

Ficamos mais motivados para criar a nossa página de produto vendedora, quando entendemos porque devemos fazê-lo, afinal precisaremos investir tempo e até mesmo buscar outros profissionais que ajudem nesta tarefa de otimização do catálogo de produtos, conheça agora esses benefícios:

  1. Ajuda a subir nos resultados de busca do Google e os efeitos destas otimizações podem perdurar por anos, diferente de campanhas pagas, onde você para de aparecer nos buscadores no minuto em que para de pagar.

  2. Aumenta sua credibilidade perante seu potencial cliente, nesta página ficará perceptível todo o cuidado e importância que você está dando a ele.

  3. O visitante permanece na página por mais tempo no site, e por que isso é bom? Porque é desta forma o Google entende que pessoas estão gostando do conteúdo, assim o algoritmo destaca mais sua página para que mais pessoas a vejam.

  4. Fazer SEO, não é mais diferencial, é obrigação, mesmo assim muitas lojas ficam apenas no básico, então produzir conteúdo rico e exclusivo significa fortalecer o SEO da sua página e dar um passo à frente da concorrência.

É claro que um bom posicionamento nos mecanismos de busca não depende apenas do conteúdo, existem muitos fatores que influenciam nisso e dentre estes fatores um conteúdo de qualidade é sim um dos mais importantes. 

Vejamos agora como podemos atrair clientes para sua loja virtual com cadastro otimizado de produtos.

Tenha um título claro, padronizado e completo

Quando pesquiso por notebook, por exemplo, me deparo com um número infinito de opções (esteja eu no Google ou na galeria de produtos de uma loja virtual), assim preciso começar a pensar mais claramente no que eu quero. Acrescento então mais informações à minha pesquisa, como marca, memória, tamanho da tela, entre outras informações.

Como este não é um comportamento exclusivo meu, você pode perceber o quão importantes é ter as informações essenciais sempre presentes no título do seu produto.

Também é importante manter uma padronização, por exemplo, divulgar uma informação em um produto e no outro não, em um produto colocar a marca no início do título e no outro produto mostrar no final, isso realmente dificulta a vida de quem está buscando informações no seu site, uma dica seria criar uma fórmula e seguí-la na hora de compor o nome do produto.

FÓRMULA

Produto + Marca + Linha + Material + Cor + Complementos (qtde, litragem, voltagem, etc…)

Aqui mostro um exemplo em que vi o mesmo faqueiro apresentados em diferentes lojas:

LOJA 1

Faqueiro 130 peças de prata Arthur Casas

LOJA 2

Faqueiro Riva Arthur Casas em Aço Inox 18/10 e Banhado em Prata com Estojo Presente 130 Peças

O segundo link além de muito mais informativo para o usuário, contém um número maior de palavras-chaves que podem acionar sua aparição nos resultados de busca.

Descrição Principal: não venda o produto, venda o benefício

Vender o benefício é buscar transportar alguém para uma determinada situação ou lugar, é comum ver isso em comerciais de cerveja, por exemplo. Algumas marcas vendem um estilo de vida ou um jeito de ser, a Coca-Cola é outro exemplo.

Evidentemente estamos falando de comerciais milionários, mas já tem muita gente no e-commerce transportando isso para dentro das suas lojas de vendas online.

Vamos a um exemplo prático, abaixo você pode ver descrições, em lojas distintas, de um faqueiro de churrasco com 12 peças:

LOJA 1

“Muito mais praticidade e resistência em sua cozinha com o jogo de facas para churrasco jumbo Polywood, que permanece bonito por mais tempo. Possui cabo de madeira com tratamento especial, que garante sua durabilidade. Resistente à impactos e a altas temperaturas,o fio das lâminas duram mais devido ao tratamento térmico.”

LOJA 2

“Pode convidar os amigos e a família que o churrasco de domingo está garantido. Com o Jogo de Talheres para Churrasco com Lâminas em Aço Inox e Cabos de Madeira Polywood Castanho 12 Peças, o bom gosto e a qualidade estão sempre presentes. 

São 12 peças produzidas com cabos em madeira tratada Polywood, na elegante cor castanho. As facas possuem lâminas de aço inox que garantem maior durabilidade do fio de corte devido ao tratamento térmico. 

As lâminas dos garfos contam com maior espessura e uma estampagem do aço que garante maior resistência, evitando deformações. Resistentes e duráveis, as peças garantem maior conforto e praticidade nos momentos especiais. São peças que podem ir à máquina de lavar louças.”

Quando o cliente está tomando uma decisão de compra, ele busca o máximo de detalhes do produto, para que a compra o deixe feliz. Claro que isso também depende do público com o qual você trabalha e do produto que está vendendo, com certeza a abordagem para vender uma chave-de-fenda não é a mesma para vender um conjunto de chá.

Use imagens de ótima qualidade

Nenhuma novidade aqui, exceto pelo fato que ainda vejo frequentemente lojas deixando detalhes importantes de fora, aqui embaixo listo estes detalhes.

  • Boa resolução: a melhor possível, simples assim, busque direto com o fornecedor se for preciso, tire suas próprias fotos, mas não deixe uma foto ruim do produto no ar. Foto ruim é produto que não vende;
  • Um tamanho que preencha a tela sem perder a qualidade: tanto no desktop, notebook ou celular, seu cliente precisa ver a foto com detalhes e conforto.
  • Carregamento rápido: sim é possível ter imagem de qualidade, de bom tamanho e com carregamento veloz, atualmente existem diversas opções para fazer imagens grandes carregarem rapidamente.
  • Legenda: cada imagem do carrossel de fotos deve ter uma legenda, isso fortalece o SEO da sua página, use esse recurso também para dar informações ao visitante.

Use vídeos sempre que possível

Esta é a cereja do bolo, ajudar na venda e na retenção do visitante dentro da página.

Use imagens em meio ao descrição do produto

Além de uma ótima prática de SEO, ajuda a deixar seu conteúdo mais ilustrado e “escaneável”, ou seja, facilita a leitura por parte do visitante. Veja aqui um exemplo de todas as práticas que comentamos até o momento nesta página que está exibindo uma panela de pressão elétrica.

Driblando a falta de tempo

Outra razão pela qual muitos donos de e-commerce não investem em um bom cadastro de produto é porque precisam cadastrar muitos produtos em pouco tempo a fim de não atrasar o lançamento da loja virtual e assim fazem da forma mais agilizada possível. Mesmo podendo retornar em um segundo momento para otimizar o cadastro dos produtos, acabam não o fazendo.

Uma dica é eleger seus principais produtos e começar sua otimização por eles, você pode melhorar o cadastro de, pelo menos, um produto por dia, nesse ritmo você terá otimizado cerca de 120 produtos ao longo de 6 meses. Ajuste o ritmo conforme sua necessidade.

Outra possibilidade é contratar uma agência para otimizar seu catálogo de produtos, algumas são especializadas em fazer apenas este tipo de serviço.

Conclusão

Atualmente temos as seguintes formas de trazer tráfego para a sua loja virtual:

  • Tráfego orgânico: criar conteúdo na sua página de produtos ou blogs;
  • Tráfego pago: anunciar no Google, redes sociais ou comparadores de preços;
  • Redes Sociais: se você tem um perfil forte nas redes sociais pode direcionar seus clientes para suas loja online;
  • E-mail marketing: esta é para quem já tem uma base de clientes, faça ofertas para quem já comprou de você;
  • Presença em marketplaces: aqui você tem grande visibilidade, mas sua margem de lucro pode ficar “enforcada”;
  • Parceria com influenciadores: seus resultados podem ser mais difíceis de medir aqui, mas pode ser uma boa opção, dependendo do seu nicho de mercado.

Tendo em mente estas 6 formas de atrair clientes, perceba como é importante gerar conteúdo de forma estratégica, pois é no Google e demais buscadores da web onde as pessoas vão primeiro quando querem comprar, depois que um cadastro de produto está otimizado ele é 100% seu e se o trabalho for bem feito, poderá colher os frutos dele sem fazendo 0% de novos investimentos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe da FastCompras Agência de E-commerce, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.