Dicas para montar ou expandir um negócio

expandir o negócio

Deseja montar e expandir o negócio? Este artigo é para você! Muitas pessoas sonham em se tornar empreendedoras, tendo o seu próprio negócio.

No entanto, existem alguns cuidados e atenções que são necessários no processo de abertura e expansão de uma marca, assim como há decisões que precisam ser tomadas.

Para isso, ter mais clareza sobre o que se deseja e alguns embasamentos para apoiar no processo de abertura se mostram fundamentais, seja ao realizar o processo de mudança de um estabelecimento para outro, seja realmente iniciando um empreendimento online. 

Ambos apresentam características que precisam ser devidamente avaliadas e algumas burocracias a serem cumpridas.

Primeiros passos e considerações

Inicialmente, é fundamental entender se o negócio será digital ou não, bem como quem serão os fornecedores, dentre outros aspectos burocráticos e de nutrição da marca devem ser avaliados para criar um bom planejamento.

A escolha e montagem do estabelecimento é outro ponto a ser avaliado, no caso de empresas físicas, bem como aspectos de segurança e regularização junto a órgãos que regulam e liberam o funcionamento das empresas.

Além disso, em ambos os formatos, a criação da identidade visual, definição da marca e sua devida divulgação também podem (e devem) ser pensadas, propiciando uma personalidade clara para a marca e oportunidades de negócio desde sua abertura.

Dessa forma, existe a importância de ter um planejamento claro, além de traçar metas que possibilitem o crescimento do negócio a longo prazo.

Por isso, neste artigo você compreenderá sobre o processo de montagem e expansão de um negócio, seja para uma marca de itens personalizados ou mesmo um novo escritório de contabilidade.

Qual é o melhor formato de negócio a se investir?

Na tentativa de montar um negócio, a primeira dúvida que surge é sobre qual é o melhor negócio a se investir. 

Apesar de não existir uma única resposta para essa questão, existem alguns elementos que contribuem para essa tomada de decisão. 

Por exemplo, realizar um estudo de mercado em sua cidade ou região é importante, pois ajuda a identificar quais são as tendências de mercado e os nichos  que têm crescido. 

Isso também permite realizar a análise de concorrentes, para saber como elas atuam e quais os diferenciais podem ser ofertados para os potenciais clientes.

Diante dessa informação, é possível saber se seu estabelecimento será online, físico ou os dois, bem como quais produtos e serviços têm potencial de crescimento – podendo decidir por aquele que mais interessam ou conhece. 

No processo, outros elementos serão definidos, como os produtos a serem comercializados, o preço aplicado, o diferencial competitivo e o público a ser alcançado.

O planejamento é a chave de tudo!

Esse processo inicial envolve um amplo planejamento, pois não adianta abrir um negócio sem ter uma ideia do que se quer alcançar e quais os objetivos e valores da marca. Afinal, esses fatores é que direcionarão as tomadas de decisão e os aspectos a serem avaliados na abertura.

Além disso, o processo de planejamento é essencial para a definição do público-alvo e envolve o aprofundado de características que essa audiência tem, com informações como:

  • Idade;
  • Grau de instrução;
  • Poder aquisitivo;
  • Hábitos de consumo;
  • Canais que utiliza para se comunicar. 

Somente conhecendo seu público é possível criar um conteúdo direcionado, assim como pensar na venda de produtos e todo o processo de atendimento. 

Inclusive, para auxiliar em todo o acompanhamento da jornada do cliente, principalmente nos pontos de contato e atendimento, conforme o negócio evolui, é possível procurar por sistemas de automação e gerenciamento, como plataformas de marketing e até verificar CRM o que é, para tornar as ações mais fluidas e estratégicas.

Outra questão no processo de planejamento e melhoria dos fluxos e atividades diz respeito ao processo SMART, que lida com a definição de questões específicas, mensuráveis, atingíveis, que agregue resultados para sua empresa e que possa ser atingida a partir de um prazo.

Ou seja, estabelecer metas detalhadas para cada fase do projeto e para seu devido desenvolvimento, identificando melhorias e mudanças que podem ser aplicadas ao longo da jornada do empreendimento.

Ter essas metas também contribui para uma visão e gestão de longo prazo, com pequenas ações que impactam no resultado final.

O processo de abertura de um negócio

Com esses primeiros passos definidos, chegou o momento de abrir sua empresa e isso envolve questões legais. 

É muito importante conhecer os tipos de empresa que existem, assim como as questões tributárias, normas do estado e município e contratar um contador para ajudar no processo. 

Esse profissional pode ajudar na obtenção do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – o CNPJ, fazendo com que sua empresa esteja legalmente cadastrada na Receita Federal. 

Esse processo também é importante, pois nele será possível obter toda a documentação referente ao negócio, também levando em conta detalhes como:

  • Contratação de funcionários; 
  • Processo de abertura de conta bancária;
  • Avaliação da necessidade de solicitação de crédito;
  • Especificação dos setores da empresa;
  • Benefícios que serão oferecidos;
  • Auxílio no processo de emissão de nota fiscal. 

Com todos esses detalhes definidos, sua empresa estará aberta e pronta para atender seu público da melhor forma possível e dentro da lei.

Veja como expandir o negócio!

A partir do momento que você conseguiu abrir seu negócio, começa um novo desafio: mantê-lo e fazer com que ele se expanda.

Contudo, o processo de expansão é bastante delicado e deve ser feito com cautela. Por isso, é fundamental continuar estudando o mercado e acompanhando as tendências. 

Basicamente, a ampliação envolve um processo de adaptação tecnológica, acompanhando quais são os crescimentos no ramo, para que sua empresa siga tendo um diferencial diante da concorrência e possa otimizar as dinâmicas diárias, inclusive realizando a devida gestão de manutenção dos sistemas, fluxos e maquinários.

Outro aspecto importante é analisar a organização do ponto de vista interno, sobretudo, nos 3 anos iniciais. Nesse sentido, é importante verificar, por exemplo:

  • A quantidade de pessoal contratado;
  • O volume de estoque;
  • O orçamento disponível para a expansão da marca;
  • Se haverá a necessidade de abrir mais setores;
  • A capacidade para realizar o aumento de vendas;
  • O suporte para receber as mudanças;
  • A estrutura da empresa. 

Para favorecer a tomada de decisão, existem alguns softwares de monitoramento e gerenciamento empresarial que podem ajudar o empreendedor.

O processo de expansão envolve também a escolha de um modelo, já que sua empresa pode optar pela abertura de uma filial ou até mesmo pela franquia de algum serviço. 

Essas mudanças podem envolver, também, a compra ou fusão com outra empresa, pois isso favorece o aumento do alcance da marca. 

Outra possibilidade é ter um e-commerce, no caso de estabelecimentos que só atuavam no modelo físico, já que muitos clientes estão realizando a compra de produtos e serviços no ambiente virtual. 

Inclusive, a criação de um projeto direcionado para o e-commerce não gera muitos gastos para empresa, pelo contrário, representa um excelente investimento e marca sua presença no ambiente digital, ampliando as oportunidades de negócio.

Diante das dicas que apontamos neste artigo, vale a pena que o gestor analise com calma as orientações e verifique qual é o melhor momento para abrir um negócio ou para expandir, podendo traçar, desde o início, os potenciais cenários de crescimento e posicionamento.