O que são corretoras de valores?

Independentemente de você ser um investidor iniciante ou experiente, é essencial conhecer os principais conceitos e entidades comuns à rotina de investimentos.

Por isso, muito além de conhecer as melhores corretoras de valores, é fundamental conhecer suas atribuições e como elas podem fazer toda a diferença na sua estratégia de investimentos. 

O que são corretoras de valores? 

As corretoras de valores são empresas que fazem a intermediação entre o investidor e o mercado financeiro, permitindo que o primeiro realize a compra de ativos financeiros oferecidos pelo segundo. Por isso, sua função é realizar a conexão entre o investidor e o mercado.

Para funcionar, uma corretora precisa de autorização do Banco Central do Brasil e da Comissão de Valores Mobiliários. Além de abrir a conta na corretora, algumas oferecem auxílio de especialistas e outros serviços diferenciados. Alguns investidores — principalmente aqueles que ainda não têm tanta familiaridade com o mercado — acreditam que as corretoras são exclusivas para quem investe em ações. 

Este conceito é equivocado, já que as corretoras oferecem não só investimentos em ações, mas em diversos produtos, inclusive de baixo risco, como é o caso da Renda Fixa, por exemplo. Muitas pessoas deixaram de usar os serviços dos bancos para investir, passando a direcionar seus investimentos para corretoras de valores com expertise nesse mercado.

Como funciona uma corretora de valores?

A corretora de valores funciona de forma muito simples: o cliente abre uma conta junto à mesma, transfere o dinheiro para essa conta por meio de uma transferência bancária e, com os recursos transferidos, já pode começar a aplicar em produtos financeiros.

A aplicação é feita por meio do sistema utilizado pela corretora e os processos podem variar um pouco de uma corretora para outra. Mas, em linhas gerais, a regra é essa. É importante salientar que a principal função da corretora é realizar a ponte entre o investidor e o mercado. Mas as corretoras realizam diversas outras atividades, como:

  • criar e administrar fundos de investimento;
  • promover ofertas públicas de ações;
  • executar uma ordem de compra e venda de um ativo; 
  • realizar a assessoria de investimentos, orientando os investidores para uma administração adequada de sua carteira.

Muitas corretoras também têm investido em educação financeira, fornecendo conteúdos, cursos e artigos gratuitos sobre o mercado de investimentos para seus clientes.

Como escolher uma corretora de valores?

Existem muitas corretoras de valores no mercado e, se você está procurando uma, o primeiro passo é fazer uma pesquisa. Busque referências com pessoas que já investem e até mesmo em fóruns na internet. Depois de selecionar aproximadamente três opções, a dica é verificar a regularidade do registro junto ao Banco Central e à Comissão de Valores Mobiliários.

Estando a situação da corretora regular, faça um contato e verifique como é o atendimento e o suporte oferecido. Lembre-se que o papel da corretora é ajudar o cliente a investir, por isso, opte por plataformas com atendimento de qualidade e que ofereçam suporte tecnológico adequado. Outro ponto que pode ser considerado durante a sua pesquisa são os profissionais que compõem o time da corretora. Corretoras com assessores de investimento qualificados e com expertise na área podem fazer toda a diferença.

Por fim, avalie as taxas: geralmente as corretoras de valores cobram taxas mais baixas que os bancos. Porém, as taxas e serviços podem variar muito de uma corretora para outra, então avalie os custos e os benefícios de cada uma delas, coloque todas os prós e contras no papel e faça uma escolha alinhada com aquilo que você está procurando. 

A educação financeira é um dos pilares do sucesso de qualquer investidor. Tendo isso em mente, mantenha a busca constante por conteúdos, informações e notícias sobre o mercado. Sem dúvida, quanto mais informação você acessar, melhores serão as suas escolhas financeiras. Caso opte por uma corretora com assessoria de investimentos, usufrua do serviço e converse com o seu corretor regularmente, avaliando a carteira e as possíveis mudanças que podem ser feitas a fim de otimizar e aumentar a sua rentabilidade. 

Texto: Gear Seo